HIDROCELE

As hidroceles ocorrem em aproximadamente 1% dos homens adultos e geralmente desaparecem espontaneamente nos primeiros 6 meses.

Marco Lipay Urologia - São Paulo, SP

As hidroceles ocorrem em aproximadamente 1% dos homens adultos e geralmente desaparecem espontaneamente nos primeiros 6 meses.

Hidrocele é uma coleção de liquido que se forma entre as camadas da túnica vaginal (estrutura anatômica) que envolve os testículos e os cordões espermáticos resultando em um aumento de tamanho uni ou bilateral do escroto.  O volume varia desde coleções pequenas até coleções gigantescas e pode ou não estar associada a dor.

 

As hidroceles ocorrem em aproximadamente 1% dos homens adultos e geralmente desaparecem espontaneamente nos primeiros 6 meses.

 

Normalmente, surge a partir de condições inflamatórias das estruturas do escroto como: epididimite, torção, torção apendicular e traumas dos genitais.

 

O diagnóstico diferencial, faz-se a partir de processo que leva ao aumento de volume do escroto, como: hematocele (coleção de sangue no escroto), orquite (inflamação do testículo), epididimite (inflamação do epidídimo), hérnia ou tumores, que pode ser identificado no exame físico somado a um ultrassom.

 

A maioria das hidroceles não necessitam de tratamento por serem assintomáticas. A conduta cirúrgica está indicada apenas em pacientes com dor, sensação de aumento de pressão local ou quando a integridade da pele escrotal é comprometida por irritação crônica.

 

O procedimento cirúrgico mais comum é a excisão do saco de hidrocele e inversão da túnica vaginal, por via escrotal. A aspiração simples geralmente não é bem-sucedida devido à rápida recomposição de líquidos, bem como risco de infecções e inflamações crônicas, que pode dificultar um futuro tratamento cirúrgico.

 

A Sociedade Brasileira de Urologia, em seu consentimento informado, menciona que o tratamento cirúrgico pode apresentar riscos como:

• Deiscência (abertura) dos pontos da sutura.

• Infecção na cirurgia requerendo tratamento.

• Necessidade de medicamentos analgésicos devido à dor no escroto.

• Hematoma e ou edema no escroto.

 

O tratamento cirúrgico pode ser realizado de modo ambulatorial, sob efeito anestésico, o paciente é informado que será possível o uso de analgésicos e da necessidade de um repouso relativo, de suas atividades físicas e sexuais nos primeiros dias, entre outros cuidados, principalmente com a ferida cirúrgica.

 

Converse com seu urologista, ele saberá avaliar o seu problema e indicar a melhor forma de tratamento.

 

Dr Marco Lipay

Cremesp 73891 RQE: 33972

Doutor em Cirurgia (Urologia) pela UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo)

Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia

Membro Correspondente da Associação Americana de Urologia

Autor do Livro Genética Oncológica Aplicada a Urologia

Minuto Urologia - Hidrocele

Veja também

Câncer de Rim

Os rins são órgãos de cor vermelho escuro, semelhantes a feijões pesando aproximadamente 150g e estão localizados na porção superior da região lombar.

Varicocele

A Varicocele é a dilatação das veias dos testículos (espermáticas) e pode estar presente em até 30% da população masculina em geral.

Reposição Hormonal

A testosterona é o hormônio predominante no sexo masculino e está envolvida em uma infinidade de processos fisiológicos e bioquímicos. É mais conhecido pela ação sobre o desenvolvimento e manutenção das características sexuais masculinas.

Dr Marco Lipay
Dr Marco Lipay

Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia

Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia

Doutor em Cirurgia - Urologia - pela Universidade Federal de São Paulo

Residência em Urol. pelo Instituto de Urol. e Nefrologia de SJRPA

Doutor em Cirurgia - Urologia - pela Universidade Federal de São Paulo

Residência em Urol. pelo Instituto de Urol. e Nefrologia de SJRPA

Autor do Livro Genética Oncológica Aplicada a Urologia

Autor do Livro Genética Oncológica Aplicada a Urologia

Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva

Membro Correspondente da Associação Americana de Urologia

Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva

Membro Correspondente da Associação Americana de Urologia

As hidroceles ocorrem em aproximadamente 1% dos homens adultos e geralmente desaparecem espontaneamente nos primeiros 6 meses.
As hidroceles ocorrem em aproximadamente 1% dos homens adultos e geralmente desaparecem espontaneamente nos primeiros 6 meses.