SAÚDE

Urologista explica a importância do Exame de Toque da Próstata

Hoje faz-se um diagnóstico de câncer de próstata a cada 7 minutos e um óbito pela doença é registrado a cada 40 minutos.

 

O câncer de próstata é a neoplasia sólida mais comum, após o melanoma, e a segunda maior causa de óbito oncológico no sexo masculino no Brasil.

 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), haverá mais de 68.000 novos casos este ano no Brasil, enquanto nos Estados Unidos, segundo a Sociedade Americana do Câncer, a estimativa é de 174.650 novos casos e 31.620 óbitos em 2019.

 

Hoje faz-se um diagnóstico de câncer de próstata a cada 7 minutos e um óbito pela doença é registrado a cada 40 minutos.

 

Além disso, 25% dos portadores de câncer de próstata morrem devido a doença e 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados em estágios avançados.

 

Quando os sintomas começam a aparecer, 95% dos casos já estão em fase adiantada.

 

Não é possível evitar a doença, mas é possível diagnosticá-la precocemente e, desse modo,

 

as chances de cura são maiores de 90%.

 

Esses números justificam a necessidade de uma consulta com o Urologista a partir da quarta década de vida.

 

Da mesma forma que o homem é submetido a um exame físico invasivo, conhecido como toque da próstata,

 

as mulheres são submetidas ao exame ginecológico desde o século passado.

 

“Não tenha medo de conversar com seu médico sobre os riscos e benefícios do exame retal”, disse o Urologista.

Publicação do texto

Veja também

Varicocele

Dados apresentados pela Sociedade Brasileira de Urologia Secção São Paulo, no último mês, mostram que os cálculos renais são altamente prevalentes em todo o mundo e vem aumentando nos últimos anos devido as mudanças de hábitos.

Infecções Sexualmente Transmissíveis

A Varicocele é a dilatação das veias dos testículos (espermáticas) e pode estar presente em até 30% da população masculina em geral. Acomete preferencialmente o lado esquerdo e pode aumentar de volume com o tempo.

HPV

Dados do Ministério da Saúde mostram que aproximadamente 291 milhões de mulheres no mundo têm HPV e dessa população, estima-se que um terço estão infectadas pelo subtipo 16 e 18 e são estes, os tipos virais, que desenvolvem a maioria dos casos de câncer de colo do útero.

Topo

Links Rápidos:
Dr Marco Lipay:

*Doutor em Cirurgia - Urologia - pela Universidade Federal de São Paulo

*Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia

*Residência Em Urologia pelo Instituto de Urologia e Nefrologia de São José do Rio Preto

*Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva

*Autor do Livro Genética Oncológica Aplicada a Urologia

*Membro Correspondente da Associação Americana de Urologia

Endereços:
Consultório
Rua Cantagalo, 692
Tatuapé, 03319-000
São Paulo - SP - Brasil