CÂNCER DA PRÓSTATA

Novembro Azul 2020

Patricia Fernandes entrevista Dr. Marco Aurélio Lipay em live para o Cartão de Visita News

5 de Novembro de 2020

 

Nesta última terça-feira (03/11), o convidado da live da jornalista Patricia Fernandes foi o Dr. Marco Aurélio Lipay, Doutor em Urologia pela Universidade Federal de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira e Americana de Urologia, Autor do Livro “Genética Aplicada a Urologia”.

 

É sabido que o mês de novembro existe a campanha mundial com o objetivo de conscientização a população a respeito das doenças masculinas, com ênfase e no diagnóstico do câncer de próstata, bastando um toque para salvar vidas, entretanto, ainda nos deparamos com o preconceito de muitos homens ao ter que fazer esse tipo de exame.

 

Pensando nisso e para desmistificar e retirar o preconceito em relação ao exame de toque, onde muitos deixam de fazer por vergonha e muitas vezes por falta de informação, a jornalista convidou o Dr. Marco para explicar o porque da campanha, a importância da prevenção, o que é o câncer de próstata para quem não sabe,  quais são os sintomas, se existe algum fator desencadeante, quais os tipos de exames são realizados para detectar esse tipo de câncer, e tirar todas as dúvidas de nossos seguidores.

 

Dr. Marco iniciou sua fala cumprimentando a todos e diz que;  “é um prazer e uma honra poder estar participando dessa live, principalmente nesse momento tão especial que nós estamos passando, porque este anos só se falou de doença, mas não podemos esquecer de outras doenças que também traz grandes problemas a pessoa e efetivamente também a sua família, e nós estamos tratando não atoa de uma doença qualquer, nós estamos falando de  câncer de próstata é o segundo câncer que mais mata na população masculina”.

 

Ao falar de incidência do Câncer de Próstata, Dr. Marco disse: “O Câncer de próstata traz números absurdos que nos preocupa, é um diagnóstico no universo a cada 7 minutos, um óbito a cada quarenta minutos e efetivamente e este ano no Brasil serão mais de 66 mil casos segundo o INCA, já nos Estados Unidos serão mais de 192 mil, aproximadamente 34 mil óbitos em razão desse câncer, são números extremamente significativos e por causa disso lançamos o mês pra falar sobre o câncer de próstata, pois não é à toa, lembrando também quanto ao termo de números quando é sintomático já é 25% dos homens vão vir a falecer por essa doença, então são números que nos preocupa e que nos deixam muito atentos, então nós temos que divulgar e nós temos que falar sobre a doença e não tem jeito, mesmo existindo outros enfoques que não podemos deixar de mencionar, deixar de  falar e de lamentar os óbitos que estão ocorrendo e solidarizarmos com a família sobre a pandemia desse ano”.

 

A seguir Dr. Marco, passou a explicar o que é a próstata: “somente o homem possui, no adulto jovem por volta dos 30 anos de idade ela pesa aproximadamente 30 gramas, lembra até a forma de uma noz, está localizada na bacia na pelve, na região do quadril, na frente do reto e abaixo da bexiga e por ela passa a uretra, que é o conduto, que conduz a urina para o meio externo. A próstata tem não uma, mas quatro funções, que vale a pena ressaltar, primeiro a continência urinária que é segurar a urina, segundo é função que está relacionado com a defesa das infecções uma vez que a uretra é o conduto que leva a urina para o meio externo, a terceira função está relacionada a reprodução do líquido seminal que fica armazenado na vesícula que é eliminado, ejaculado durante a atividade sexual, e o quarto é o prazer sexual o orgasmo”.

 

Os fatores de risco para Câncer de Próstata são: idade, homens de raça negra, obesidade, hábitos alimentares ricos em gorduras, sedentarismo e fator familiar (quando tem-se um parente em 1º grau com câncer de próstata a probabilidade é de até 2 vezes maior e para aqueles que tem dois parentes de 1º grau essa probabilidade é de 6 vezes maior).

 

Dr. Marco também explica como é realizado o rastreamento do câncer, enfatizando a importância da consulta médica periódica antes mesmo de sentir os primeiros sintomas, mas o rastreamento em si, consistirá na procurara de sinais dos sintomas que estarão relacionados a doença, e durante a consulta médica serão realizados o exame físico (exame de toque), anamnese (questionário que o paciente irá responder ao médico no consultório), exames laboratoriais e de imagens, com esse conjunto de exames é que o médico poderá dar um diagnóstico mais preciso da doença, sendo que em alguns casos, só mediante a biópsia.

 

Dr. Marco também aborou sobre os cuidados que o homem deverá ter com a próstata, sobre os estágios da doença do câncer de próstata, como isso poderá afetar na vida sexual do homem.

 

Salienta que o câncer de Próstata nos estágios iniciais não manifesta nenhum tipo de sintoma, não dá dor, não sangra, por isso a importância de sempre estar acompanhando desde os 45 anos conforme recomendação, e enfatiza Dr. Marco que o exame de PSA, não substitui o exame de toque, um complementa o outro.

 

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens com mais de 50 anos procure um Urologista, para avaliação individualizada. Homens da raça negra ou parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos. O rastreamento deverá ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios, em uma decisão compartilhada com o paciente.

 

Muitos homens têm “medo” do diagnóstico de câncer, mas os urologistas enfatizam que a medicina tem evoluído para proporcionar aos pacientes tratamentos menos invasivos e cada vez mais eficazes.

 

Novidades em exames de imagem são incorporados ao cotidiano, como a ressonância magnética multe paramétrica que torna mais precisa as indicações de biópsia, evitando procedimentos desnecessários ou o PER CT com PSMA que pode rastrear doenças metastáticas de pequeno volume em locais incomuns.

 

Os tratamentos estão sendo personalizados e para isso prioriza-se o maior número de informações sobre o tumor: volume; extensão e grau de agressividade do tumor prostático, além de considerar a perspectiva de vida do paciente, doenças associadas, valor do PSA e exame de imagem. Desse modo evita-se tratamentos agressivos e desnecessários para doenças de baixo risco de progressão.

 

Em minha opinião, todos os homens devem ser esclarecidos sobre o Câncer da próstata e suas implicações. Jamais podemos deixar de diagnosticá-lo em homens saudáveis e assim discutir a melhor opção terapêutica. Deixar o câncer se manifestar espontaneamente é um grande risco e sofrimento para o paciente e sua família, considerando, a evolução e potencial agressividade desse tumor.

 

Procurar auxílio médico, realizar exames de rotina e fazer o exame de toque se for necessário, são as recomendações que reforçam a maneira para diagnosticar a doença precocemente e tratá-la com a confirmação da recuperação do paciente.

 

O Cartão de Visita News, em nome do CEO Zacarias Pagnanelli, agradece a participação e a contribuição do Dr. Marco Aurélio Lipay em trazer explicações tão valiosas aos nossos leitores e seguidores.

 

Quem não conseguiu e quiser assistir à live, já está disponível também no nosso canal do Youtube Cartão de Visita News!

Publicação do texto

Veja também

Cálculo Renal

Dados apresentados pela Sociedade Brasileira de Urologia Secção São Paulo, no último mês, mostram que os cálculos renais são altamente prevalentes em todo o mundo e vem aumentando nos últimos anos devido as mudanças de hábitos.

Disfunção Erétil

Há praticamente 30 anos, a disfunção erétil (DE) é reconhecida como um problema de saúde masculina, considera-se até mesmo como um marcador ou indicador para outras doenças. O paciente vai ao consultório do Urologista com queixas de falha de ereção e o médico descobre outras doenças.

HPV

Dados do Ministério da Saúde mostram que aproximadamente 291 milhões de mulheres no mundo têm HPV e dessa população, estima-se que um terço estão infectadas pelo subtipo 16 e 18 e são estes, os tipos virais, que desenvolvem a maioria dos casos de câncer de colo do útero.

urologia

MarcoLipay

agende uma consulta

Topo

Links Rápidos:
Dr Marco Lipay:

 

Doutor em Cirurgia - Urologia - pela Universidade Federal de São Paulo

Titular em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia

Residência em Urol. pelo Instituto de Urol. e Nefrologia de SJRPA

Graduação em Medicina pela Faculdade de Medicina de Catanduva

Autor do Livro Genética Oncológica Aplicada a Urologia

Membro Correspondente da Associação Americana de Urologia

Endereço:
 

Consultório

Rua Cantagalo, 692

Tatuapé, 03319-000

São Paulo - SP

Patricia Fernandes entrevista Dr. Marco Aurélio Lipay em live para o Cartão de Visita News

5 de Novembro de 2020

 

Nesta última terça-feira (03/11), o convidado da live da jornalista Patricia Fernandes foi o Dr. Marco Aurélio Lipay, Doutor em Urologia pela Universidade Federal de São Paulo, Membro da Sociedade Brasileira e Americana de Urologia, Autor do Livro “Genética Aplicada a Urologia”.

 

É sabido que o mês de novembro existe a campanha mundial com o objetivo de conscientização a população a respeito das doenças masculinas, com ênfase e no diagnóstico do câncer de próstata, bastando um toque para salvar vidas, entretanto, ainda nos deparamos com o preconceito de muitos homens ao ter que fazer esse tipo de exame.

 

Pensando nisso e para desmistificar e retirar o preconceito em relação ao exame de toque, onde muitos deixam de fazer por vergonha e muitas vezes por falta de informação, a jornalista convidou o Dr. Marco para explicar o porque da campanha, a importância da prevenção, o que é o câncer de próstata para quem não sabe,  quais são os sintomas, se existe algum fator desencadeante, quais os tipos de exames são realizados para detectar esse tipo de câncer, e tirar todas as dúvidas de nossos seguidores.

 

Dr. Marco iniciou sua fala cumprimentando a todos e diz que;  “é um prazer e uma honra poder estar participando dessa live, principalmente nesse momento tão especial que nós estamos passando, porque este anos só se falou de doença, mas não podemos esquecer de outras doenças que também traz grandes problemas a pessoa e efetivamente também a sua família, e nós estamos tratando não atoa de uma doença qualquer, nós estamos falando de  câncer de próstata é o segundo câncer que mais mata na população masculina”.

 

Ao falar de incidência do Câncer de Próstata, Dr. Marco disse: “O Câncer de próstata traz números absurdos que nos preocupa, é um diagnóstico no universo a cada 7 minutos, um óbito a cada quarenta minutos e efetivamente e este ano no Brasil serão mais de 66 mil casos segundo o INCA, já nos Estados Unidos serão mais de 192 mil, aproximadamente 34 mil óbitos em razão desse câncer, são números extremamente significativos e por causa disso lançamos o mês pra falar sobre o câncer de próstata, pois não é à toa, lembrando também quanto ao termo de números quando é sintomático já é 25% dos homens vão vir a falecer por essa doença, então são números que nos preocupa e que nos deixam muito atentos, então nós temos que divulgar e nós temos que falar sobre a doença e não tem jeito, mesmo existindo outros enfoques que não podemos deixar de mencionar, deixar de  falar e de lamentar os óbitos que estão ocorrendo e solidarizarmos com a família sobre a pandemia desse ano”.

 

A seguir Dr. Marco, passou a explicar o que é a próstata: “somente o homem possui, no adulto jovem por volta dos 30 anos de idade ela pesa aproximadamente 30 gramas, lembra até a forma de uma noz, está localizada na bacia na pelve, na região do quadril, na frente do reto e abaixo da bexiga e por ela passa a uretra, que é o conduto, que conduz a urina para o meio externo. A próstata tem não uma, mas quatro funções, que vale a pena ressaltar, primeiro a continência urinária que é segurar a urina, segundo é função que está relacionado com a defesa das infecções uma vez que a uretra é o conduto que leva a urina para o meio externo, a terceira função está relacionada a reprodução do líquido seminal que fica armazenado na vesícula que é eliminado, ejaculado durante a atividade sexual, e o quarto é o prazer sexual o orgasmo”.

 

Os fatores de risco para Câncer de Próstata são: idade, homens de raça negra, obesidade, hábitos alimentares ricos em gorduras, sedentarismo e fator familiar (quando tem-se um parente em 1º grau com câncer de próstata a probabilidade é de até 2 vezes maior e para aqueles que tem dois parentes de 1º grau essa probabilidade é de 6 vezes maior).

 

Dr. Marco também explica como é realizado o rastreamento do câncer, enfatizando a importância da consulta médica periódica antes mesmo de sentir os primeiros sintomas, mas o rastreamento em si, consistirá na procurara de sinais dos sintomas que estarão relacionados a doença, e durante a consulta médica serão realizados o exame físico (exame de toque), anamnese (questionário que o paciente irá responder ao médico no consultório), exames laboratoriais e de imagens, com esse conjunto de exames é que o médico poderá dar um diagnóstico mais preciso da doença, sendo que em alguns casos, só mediante a biópsia.

 

Dr. Marco também aborou sobre os cuidados que o homem deverá ter com a próstata, sobre os estágios da doença do câncer de próstata, como isso poderá afetar na vida sexual do homem.

 

Salienta que o câncer de Próstata nos estágios iniciais não manifesta nenhum tipo de sintoma, não dá dor, não sangra, por isso a importância de sempre estar acompanhando desde os 45 anos conforme recomendação, e enfatiza Dr. Marco que o exame de PSA, não substitui o exame de toque, um complementa o outro.

 

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que homens com mais de 50 anos procure um Urologista, para avaliação individualizada. Homens da raça negra ou parentes de primeiro grau com câncer de próstata devem começar aos 45 anos. O rastreamento deverá ser realizado após ampla discussão de riscos e potenciais benefícios, em uma decisão compartilhada com o paciente.

 

Muitos homens têm “medo” do diagnóstico de câncer, mas os urologistas enfatizam que a medicina tem evoluído para proporcionar aos pacientes tratamentos menos invasivos e cada vez mais eficazes.

 

Novidades em exames de imagem são incorporados ao cotidiano, como a ressonância magnética multe paramétrica que torna mais precisa as indicações de biópsia, evitando procedimentos desnecessários ou o PER CT com PSMA que pode rastrear doenças metastáticas de pequeno volume em locais incomuns.

 

Os tratamentos estão sendo personalizados e para isso prioriza-se o maior número de informações sobre o tumor: volume; extensão e grau de agressividade do tumor prostático, além de considerar a perspectiva de vida do paciente, doenças associadas, valor do PSA e exame de imagem. Desse modo evita-se tratamentos agressivos e desnecessários para doenças de baixo risco de progressão.

 

Em minha opinião, todos os homens devem ser esclarecidos sobre o Câncer da próstata e suas implicações. Jamais podemos deixar de diagnosticá-lo em homens saudáveis e assim discutir a melhor opção terapêutica. Deixar o câncer se manifestar espontaneamente é um grande risco e sofrimento para o paciente e sua família, considerando, a evolução e potencial agressividade desse tumor.

 

Procurar auxílio médico, realizar exames de rotina e fazer o exame de toque se for necessário, são as recomendações que reforçam a maneira para diagnosticar a doença precocemente e tratá-la com a confirmação da recuperação do paciente.

 

O Cartão de Visita News, em nome do CEO Zacarias Pagnanelli, agradece a participação e a contribuição do Dr. Marco Aurélio Lipay em trazer explicações tão valiosas aos nossos leitores e seguidores.

 

Quem não conseguiu e quiser assistir à live, já está disponível também no nosso canal do Youtube Cartão de Visita News!